Para que servem as (os) avós?

Jornalista Graziela Delalibera conta as delícias lembranças de suas avós

Sabe aquelas delícias calóricas, como mantecal, crostoli (a cueca virada) e pão caseiro? Ela fazia tudo de olhos fechados. Pequenina, tinha mãos e braços fortes que enrolavam qualquer massa com agilidade. Muitas vezes, uma das netas acompanhava tudo de pertinho - tentava imitá-la, queria amassar seu próprio pão.

Ela, que passou a infância e a adolescência em lavouras de café no interior paulista, com as mesmas mãos ajudou o pai a juntar riqueza, mas não teve direito à herança - era filha mulher. Talvez por isso tenha aprendido apenas a escrever o próprio nome. Na verdade, era como se desenhasse cada uma das sílabas, lentamente: I-ZA-LI-N A.

Era dona de uma fé de mover montanhas. Aos netos que tremiam só de ouvir a palavra “inferno”, ela costuma repetir: “depois da morte, todo mundo está guardado em bom lugar”.

Criança, a acompanhava nos cultos de domingo à noite. Sempre caminhávamos até a igreja, e aquilo para mim era diversão.

Quando já estava na casa dos 90, encasquetou que queria um fogão novo, ainda que não cozinhasse mais. Usaria para esquentar um leite, fazer um café... Afinal, sempre quis um fogão novinho quando tinha menos idade.

Depois que perdeu o companheiro de toda a vida, ficou firme por mais 20 anos. Seu Juca, alto e magro, com seu chapéu de palha; ela, baixinha, com seu cabelo grisalho ajeitado em um coque baixo, sempre de mãos dadas chamavam atenção por onde passavam.

Dois anos antes de ir embora para sempre, ela foi dada como desenganada. Driblou a expectativa dos médicos, e seu coração seguiu batendo até um mês antes de completar 94 anos. Há seis, estamos sem ela.

Dona Izalina deixou uma prole tão grande, que os familiares de uma cidade vizinha encheram um ônibus para lhe prestar as últimas homenagens. Teve treze filhos. Dez estão vivos. Netos somam mais de 50. O mesmo os bisnetos. Os tataranetos, hum... não sei a quantos chegam.

Mas sei que, a essa altura, ao lado de seu Juca, ela deve estar em um lugar muito bom lá no céu.

Enquanto isso, aqui na terra, ainda firme, dona Aurora sempre me faz lembrar das singelas aventuras gustativas que tive ao seu lado quando menina. Eram tão boas quanto conseguir autorização para brincar na terra e poder se sujar dos pés à cabeça.

Nas férias, costumávamos pegar um circular rumo ao centro da cidade com destino ao supermercado Curitiba, que abrigava o que podia se chamar de oásis para aquela dupla sedenta por guloseimas. Com seus altos balcões vermelhos em fórmica, a lanchonete do Curitiba oferecia lindas taças de sorvete coberto com muita calda e castanha triturada - era o Sunday, que eu começava a desbravar.

Entre alguns pingos de sorvete na roupa e muito melado nos dedos, com minha avó de sombrinha em punho para nos proteger do sol até a parada de ônibus, o regresso era uma satisfação só. Certo dia, o deleite foi tanto que caí em sono profundo boa parte do caminho dentro do circular, a ponto de ficar surpresa ao ser cutucada por minha avó, informando a chegada ao destino.

Mas minha viagem pelo sentido do paladar ao lado de dona Aurora não se limitava ao que era doce. Adorava sua galinha caipira com polenta, e não foram poucas as incursões pelo quintal, em busca de uma vítima que nos servisse de refeição. Depois de sentenciado, o bicho ia para uma bacia de alumínio a fim de ser depenado, e nessa hora minha ajuda era bem-vinda.

Com uma chaleira cheia de água fervente, aos poucos a nonna despejava o líquido em nosso futuro prato. Depois, eu ficava à beira do fogão à lenha, à espera dos miúdos que ela colocaria já cozidos em um pires para os netos devorarem.

Também me sentia útil quando ajudava dona Aurora no preparo do nhoque, ao mesmo tempo em que brincava cortando as tiras de massa em quadradinhos para depois irem à panela. Diferentemente do bife da minha mãe, o temperado por ela tinha uma boa dose de pimenta do reino, e isso também me atraía.

Ainda hoje, lhe admiro pelo prazer que transmite diante de um bom prato, e a curiosidade que mantém viva para conhecer novos sabores. Num domingo não muito distante, depois de um almoço regado a suco de abacaxi com hortelã, avó e neta ficaram mais uma vez diante de um importante dilema: como sobremesa, uma taça de creme de papaia ou um sorvete para refrescar a tarde de calor beirando o insuportável?

Depois de uma pausa, o eleito foi o creme de papaia, mas sem licor de cassis. Reflexo de uma nova realidade - dona Aurora agora tem diabetes, e a neta estava um pouco acima do peso.

Ficamos em silêncio enquanto saboreávamos a sobremesa, e por um momento voltei ao balcão da lanchonete do supermercado Curitiba. Nos olhamos, e concluímos, ao mesmo tempo: “está muito bom, né!”.

Só por isso, e por tudo isso, feliz quem ainda tem uma vó, um vô, pra dar um abraço apertado e acompanhar num singelo sorvete nesse dia de hoje (e sempre).  Bora lá?

Texto: Graziela Delalibera

Fotos: Ricardo Boni / Notícias do Bem


Comente no Facebook

Veja Também

Como emagrecer, sem dieta, por meio da reprogramação mental

9/5/2017 Bem Pensado

Todos nós temos uma programação mental instalada no nosso subconsciente em relação ao nosso peso ou forma física. E como saber qual é a pr...

Leia +

Seja o protagonista da sua vida e alcance equilíbrio e o sucesso

18/4/2017 Bem Pensado

Para termos domínio de nossa vida profissional e pessoal, conseguir equilíbrio em nossas ações, não podemos depender de questões extracampo. É...

Leia +

Técnica de neurolinguistica ajuda a superar traumas e alcançar metas

29/3/2017 Bem Pensado

A superação dos próprios limites, traumas, medos e até mesmo depressão se dá por meio de um processo, de  um caminho longo e desafiador, mas que permi...

Leia +

9 dicas para se tornar uma mulher ainda mais confiante

8/3/2017 Bem Pensado

A todo momento as mulheres recebem conteúdo da mídia com exigências e padrões de beleza de como deve ser a mulher perfeita. Porém, essas exigências atingem dire...

Leia +

Artigo retrata a importância de aprender a ressignificar a nossa forma de ver a vida

2/3/2017 Bem Pensado

Lembro-me de quando era criança e me perguntava se todo mundo via as mesmas cores que eu via. Não entendia bem como as pes...

Leia +

Especialistas em desenvolvimento pessoal dão dicas de como vencer o cansaço do dia a dia

13/2/2017 Bem Pensado

Ficar cansado o tempo todo não é normal, diz Antonio Prates, especialista em desenvolvimento pessoal e fundador do canal Vida Com Método, ao lado d...

Leia +

Tudo tem seu lado bom, basta saber descascar

1/2/2017 Bem Pensado

Às vezes, eu me pego pensando em quem foi que teve uma primeira ideia para criar algo que faz parte do dia a dia. Alguém teve a criatividade de passar um ...

Leia +

Nesta edição do Bem Pensando, uma história para refletir sobre o que achamos pelo caminho...

19/1/2017 Bem Pensado

Uma pessoa que conheço muito bem encontrou dinheiro na rua. Não é segredo: ficou muito feliz com o achado. Isso não acontece todo dia. A quantia, diga-se, não poderia s...

Leia +

Fechando um ciclo e começando outro, uma reflexão sobre a chegada de um ano novo

29/12/2016 Bem Pensado

Tudo novo, de novo... O calendário anuncia a chegada de um novo ano e esse período é de pensar novos planos, de balanço. Fazer uma retr...

Leia +

Aproveite o final do ano para recriar as esperanças e adquirir mais vigor para o Ano Novo

30/11/2016 Bem Pensado

Com a aproximação do fim do ano, observamos um fenômeno que atinge um número de pessoas bem maior do que imaginamos. É o fenômeno ...

Leia +

Como pensar de forma positiva em momentos de negatividade

23/11/2016 Bem Pensado

Em meio a tantas notícias negativas, parece difícil encontrar espaço para o pensamento positivo. No entanto, a ciência já comprova algo que sabemos há mui...

Leia +

Aqui jaz alguém que meteu o louco

16/11/2016 Bem Pensado

Dia desses conversando com a Gabriela (Andrade) sobre como seria o nosso epitáfio, disse que no meu gostaria que estivesse a seguinte inscriçã...

Leia +

Arte, território das lembranças

9/11/2016 Bem Pensado

No Bem Pensando, desta semana, o ator e diretor na Cia. Cênica Fagner Rodrigues descreve a participação do projeto Território Cênico em ...

Leia +

No dia das crianças o desafio é se conectar verdadeiramente com seu filho

12/10/2016 Bem Pensado

Às vezes, me pego pensando sobre o quanto a tecnologia, que chega para ajudar, pode também afastar as pessoas. Atualmente, todos nós já percebemos o quanto ela ...

Leia +

5 dicas para acabar com a Insônia

21/9/2016 Bem Pensado

Quando o assunto é insônia, cada área de conhecimento tem uma abordagem para tratá-la. Os médicos têm uma, os nutricionist...

Leia +

Saiba quais são os sentimentos poderosos para melhorar a saúde do corpo e ser feliz

14/9/2016 Bem Pensado

Todo sentimento produz​ no corpo um​a química​ e um campo magnético​ capaz de influenciar diretamente na s...

Leia +

Você sabe onde está indo?

7/9/2016 Bem Pensado

Durante anos, quando alguém me perguntava isso, minha resposta era musicada: “Eu não sei onde eu tô indo mas sei que tô no meu caminho” (conhece esta música do ...

Leia +

Quando vai ser a sua hora da virada?

13/7/2016 Bem Pensado

Todos os jogadores em campo para a final do campeonato e a cinco minutos do apito final, o placar empatado sufoca a todos.Estádio lotado, tarde quente dentro e fora do campo....

Leia +

Reiki, a energia de vida presente no universo

6/7/2016 Bem Pensado

Usui Shiki Ryoho, ou Sistema Usui de Cura Natural, é o nome original e tradicional de uma prática que veio do Japão e é conhecida no Ocidente como Reiki. Para s...

Leia +

Confira um artigo sobre a diferença entre os homens e mulheres

29/6/2016 Bem Pensado

Às vezes você tem a sensação de que os homens vivem no mundo da lua? Você não é a única. E a resposta pode estar no cérebro – o seu...

Leia +

Sou um monte de coisas. Mas não sou mãe.

22/6/2016 Bem Pensado

Até os 10 anos, eu vivia num mundo particular. Morávamos numa fazenda, no interior de Goiás, onde eu tinha todo o tempo do mundo e um quintal sem muros. D...

Leia +

Saiba mais sobre terapia holística

15/6/2016 Bem Pensado

Atualmente, as pessoas dão o nome “terapia alternativa” a todas as técnicas de cura e equilíbrio da saúde que não sigam os padrões da medicina ocidental moderna. ...

Leia +

Como o amor entre mãe e filha ajudou no tratamento de Câncer

8/6/2016 Bem Pensado

Passamos por muitas experiências ao longo de nossa vida e, no momento em que vivemos momentos difíceis, parece impossível tirar algo de bom daquela vivência. Po...

Leia +

Confira a apetitosa crônica Rua da Gordice

1/6/2016 Bem Pensado

Se um amigo pedir conselho, direi com tranquilidade: quando estiver perdido na rua, peça informação a um gordinho. Isso mesmo. Não exi...

Leia +

O que eu não sabia sobre o câncer

18/5/2016 Bem Pensado

No consultório da nutricionista, falo amenidades sobre o meu currículo alimentar. De forma despretensiosa, revelo que tomo café em copo de plástico no trabalho. Dez vezes por dia...

Leia +

Uma lição lá no longe

11/5/2016 Bem Pensado

As escolas empenham-se no ensino de reciclagem às crianças, como trato de respeito ao meio ambiente. É uma preocupação recente, mas lá atrás, na infância pobre no...

Leia +

Ser mãe é saber lidar com as surpresas da vida

5/5/2016 Bem Pensado

Prepare-se. A vida pode nos surpreender muito e a qualquer momento! Eu, que nunca imaginei ser mãe, hoje sou mãe em dose tripla e em tempo integral....

Leia +

O desafio da maternidade solo

4/5/2016 Bem Pensado

Psicóloga, motorista, professora, enfermeira, animadora, orientadora, faxineira – sou tudo isso e muito mais! Por mais incrível que possa parecer, a maternid...

Leia +

Você já ajudou alguém hoje?

27/4/2016 Bem Pensado

Alguns estudos comprovam que ao ajudarmos alguém nosso cérebro libera diversas substâncias, uma delas é a endorfina, que traz a sensação de fe...

Leia +

5 exercícios para ser mais feliz

6/4/2016 Bem Pensado

De maneira simples é possível encontrar a felicidade e propósito na caminhada em busca dos sonhos segundo a couch de alta performance e autora do livro Es...

Leia +

GRATIDÃO

30/3/2016 Bem Pensado

Gratidão é uma palavra muito falada, mas pouco usada corretamente por muitos. Ouvimos tanto falar em gratidão que muitas vezes não atentamos para o real v...

Leia +

Como diagnosticar o Transtorno de Déficit de Atenção

23/3/2016 Bem Pensado

A falta de informação tem sido o maior obstáculo para o diagnóstico do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). A ausência de d...

Leia +

manifestoepiqueepiquenique

23/2/2016 Bem Pensado

A empresária Bianca Carrazone – uma apaixonada por piquenique, natureza, arte e pelo consumo consciente – criou o #manifestoepiqueep...

Leia +

Há vida depois do carro

3/2/2016 Bem Pensado

Em abril de 2016 completo quatro anos sem carro. Passei 18 anos da minha vida sobre quatro rodas, isolada do mundo dentro da minha pequena bolha móvel com...

Leia +

Educação Transformadora

27/1/2016 Bem Pensado

Você já pensou como pode modificar alguns hábitos e inserir novas oportunidades de conhecimento no seu dia a dia? Pois é, a tecnologia é parte integra...

Leia +

Os sentimentos são contagiantes?

22/1/2016 Bem Pensado

A coluna BEM PENSADO é um espaço para divulgação de ideias, por meio de artigos de profissionais, especialistas e pessoas que queiram divulgar pensamentos, a...

Leia +